FORMAÇÃO – ACÇÃO PARA PME – 2º CICLO

O projecto “Formação – Acção para PME – 2º Ciclo”, no âmbito do Compete2020, a desenvolver nos anos de 2020 e 2021, apoiado pelo programa COMPETE2020 através da Confederação do Turismo de Portugal integrado no programa “Melhor Turismo 2020”, tem como objectivos intensificar a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores da empresa; Aumentar a capacidade de gestão das empresas participantes e promover a reorganização, a inovação, a mudança e a qualificação dos seus recursos humanos nos fatores críticos de sucesso, dentro das temáticas selecionados em função das necessidades específicas da empresa.

Esta formação será dividida em dois ciclos:

  • Gestão de microempresas
  • Planeamento

As acções a realizar destinam-se a cerca de 60 colaboradores de 40 micro e pequenas empresas da área do turismo da nossa região, dada a ausência de recursos humanos qualificados no sector turístico, essencialmente nos subsetores do alojamento e restauração e similares, tem implicações a vários níveis, designadamente, na engenharia e conceção do produto turístico e prestação de serviços de informação turística, hotelaria e restauração. As baixas qualificações dos trabalhadores e deficientes estratégias empresariais contribuem para lacunas ao nível do produto e da prestação de um serviço de qualidade.

Com o intuito de dar tresposta às debilidades identificadas, pretende-se: desenvolver ações que contribuam para a mudança e partilha de boas práticas; capacitar os empresários para a implementação de processos de mudança e inovação; aumentar a qualificação dos colaboradores nos domínios de intervenção identificados; reforçar a atratividade das empresas e taxa de permanência e recompra dos clientes pela afirmação da região como destino turístico Sustentável e aumentar a sua produtividade/competitividade no mercado global.

As empresas selecionadas para o projeto são aquelas que já tendo mecanismos de competitividade, logo que possam ser modelos de gestão para o futuro do setor, apresentam a maior motivação para a participação no projeto e vontade efetiva de aprender e implementar estratégias de mudança empresarial, dando-nos assim as melhores garantias de rentabilização do investimento efetuado no projeto, contribuindo para a produção de bens e serviços transacionáveis, nomeadamente por via do incremento das vendas ao exterior.

As empresas deverão cumprir com os requisitos definidos no AAC e reconhecer e valorizar o turismo sustentável, bem como pretender adotar práticas conducentes à implementação de um sistema de gestão para o turismo sustentável pela Norma Internacional Biosphere Responsible Tourism, acreditada internacionalmente pelo Global Sustainable Tourism Council.

Ficha de Projecto (descarregar PDF)

Mais informações: formacao@adirn.pt